Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Girls can !!

Lifestyle

Lifestyle

Girls can !!

12
Jan18

ESTÁ VICIADO NAS REDES SOCIAIS?


Cátia Sofia Santos

Quantas vezes olhou para grupos de pessoas que já não conversam e apenas olham para os seus telefones? Este pode ser um problema sério... Será que também está viciado nas redes sociais? Descubra.
 
 

Assim como ser viciado em outras coisas, o vício nas redes sociais pode ter consequências e negativamente afetar a própria vida. Hoje em dia as conversas estão a ser substituídas pelos telefones, vamos a restaurantes e vemos toda a gente a teclar ou a fazer scroll no telefone. Fala-se mais em grupos do whatsapp do que na vida real. Posto isto até que ponto está o seu vício em redes sociais? Destacamos os 10 sinais que indicam que está viciado:

Estar constantemente a atualizar os seus perfis - O pior sinal que mostra que está totalmente viciado em redes sociais é atualizar obsessivamente. Se gosta de ver quem responde, colocar fotos constantemente ou fazer like em tudo, ou se simplesmente não consegue esperar pelo último post da sua celebridade favorita, é um sinal que está viciado.

A sua vida nas redes sociais é a base da sua própria auto-estima - Deixar a própria popularidade online determinar a sua auto-estima pode realmente se transformar num grande problema. Acredite que o facto de ter mais ou menos likes em nada vai mudar a sua vida e a forma como aqueles que o rodeiam gostam de si.

Planear usar as redes sociais - Está sempre a pensar em ver as suas redes sociais ou faz planos de alturas ou lugares onde vai poder usar o telefone para o fazer? Está no trabalho, num jantar, numa reunião ou num encontro de amigos e ao invés de participar na conversa está a pensar em ir 'checkar' o facebook ou instagram? Então é um sinal de que está viciado...

Usar as redes sociais para esquecer os próprios problemas - Muitas pessoas usam as redes sociais como uma maneira de escapar dos seus problemas reais. Se passar muito tempo a ver o que outras pessoas estão a fazer, apenas para que possa esquecer os próprios problemas, há risco de ter mais um problema que não foi percebido.

Ser a primeira coisa que faz pela manhã e a última que faz antes de dormir - Então qual é a primeira coisa que as pessoas fazem pela manhã? Vão à casa de banho, tomam um banho, escovam os dentes ou tomam o pequeno almoço? A resposta para muitas pessoas atualmente é ver  as suas redes sociais e o que se passou durante o dia ou a noite nas mesmas.

Ser a principal forma de comunicação - Já não se encontra com os seus amigos mas fala constantemente com eles pelo whatsapp. Não os vê mas envia fotos e faz video chamadas e acha que isso é suficiente para manter uma amizade. Se assim é, sim, está viciado!

Fazê-lo sentir-se desamparado - As pessoas que têm vícios em drogas ou álcool podem ter sintomas físicos de abstinência, com as redes sociais passa-se algo parecido. Se por qualquer razão, não há forma de ter internet por um longo período de tempo, ou se ficou sem bateria, existe a possibilidade de começar a sentir-se inquieto ou perturbado. Ser viciado em rede social pode não ser apenas mental, mas poderia também afetar o próprio físico.

Ter um impacto negativo na sua vida - Embora este tipo de ambiente possa algumas vezes ajudar a produtividade do trabalhador, um vício em redes sociais pode realmente assumir o comando da sua vida e fazer com que seja difícil pensar em outra coisa senão na realidade virtual. Se vê que a sua capacidade de concentração não é a mesma, se está sempre a pensar em formas de tirar fotos que gerem muitos likes, se fica frustrado quando vai a algum local novo e não consegue boas fotos para publicar, se as pessoas demoram mais tempo do que o habitua a responder e isso o deixa nervoso... se estes sintomas são alguns daqueles que sente associados a redes sociais, então há claramente um vício que deve ser resolvido.

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Widgets